segunda-feira, 1 de outubro de 2007

E o céu preto e branco se abriu em uma fusão de cores
O clarão não a fez enxergar...
O silêncio que tomou conta de tudo dentro, ensurdeceu, emudeceu...
Mas o conforto da cegueira a fez cair dentro da alma
E o desconforto da boca travada a fez acordar
Mostrou a ela a real beleza e o sentido de tudo aquilo

Porque é sem olhos que realmente vemos
Sem ouvidos que escutamos
Sem boca, falamos
Sem alma (ela vagando), sentimos...

É sem amor
É sem o risco de toda falta
É sem a dor que a ausencia carrega consigo
Sem choro nem ai!
Sem riso, sem cor...

É sem sentimento...
(Não!) Vivemos...

7 comentários:

Guilherme disse...

oi !!!

1º - desculpe a invazão, procurei a letra da música, e achei seu blog. perdão se sou inoportuno.


2º - Ótimo gosto, parabens. Posso estar errado, mais, apenas escuta a música?


Guilherme ( Gui )...
3º - Ahhh, já basta...

ImaGINE disse...

bom, nem sie como te responder pq teu profile tá oculto, mas se vc passar por aqui..

1°-nenhum incomodo...

2°- Não só ouço a música, como a canto, a vivo e ela diz mta coisa de mim, sem contar que tenho paixão pelo Zeca, o autor, q eh da minha terra e a quem admiro mtooo

DuH disse...

Sem riso nem cor

Mai Amorim disse...

"Porque é sem olhos que realmente vemos
Sem ouvidos que escutamos
Sem boca, falamos
Sem alma (ela vagando), sentimos..."


*_*

olha...

tá tuuuuudo uma loucura aqui dentro
e aí, cmo anda??

;**

sutil como um marimbondo disse...

sem sentimentos, ensurdecemos...

ludmila disse...

sem sentimentos...nao há vida.

:)


fusao de cores ocorrem a todo instante.vc tme percebido?

Wallacy disse...

Nós não damos muito valor a tudo que temos, mas na ausência de algumas coisas ou pessoas é que nós realmente percebemos que nós nunca damos valor a elas... não sei se foi o q vc quis passar, mas foi o que eu acabei tirnado do seu post xD

Bjoo