quarta-feira, 5 de março de 2008

Porque não existe teletransporte?

Dando um voltinha pelas minhas comunidades do Orkut, que não são poucas, deparei-me com uma daquelas bobas, que a gente olha por ali e acaba por achar o tema engraçado, sim, uma besteira qualquer que me fez rir por alguns segundos. Ela fala mais ou menos da fuga de situações chatas ou do encontro de quem se deseja em apenas alguns segundos.

Por que não exixte teletransporte?


Pois bem, porque ainda não inventaram esse artifício?
O que viria a ser nem sei ao certo, só sei que de fato, é uma boa idéia.

Não seria tão mais simples? Ninguém ia precisar esperar tempos até chegar uma carta com notícias já passadas e papel sem sentimentos, ninguém ia precisar alimentar empresas telefônicas pra ouvir uma voz precisada, mas não saber ao certo que rosto se esconde atrás daquele "Alô", ninguém precisaria rir e chorar ao mesmo tempo quando toca a música que lembra um momento especial, não íamos mais ansiar por coincidências de status no MSN ou fotos novas pra ver o penteado que amiga achou horrível, mas você tem certeza, está lindo!
Não estaríamos condenados a essa distância que corrói os dias bons e aqueles abraços e afagos já não seríam tão esporádicos.
Não, não existiriam o Atlântico para chegar à França, e uns tantos km daqui até Goiânia ou Parnaíba(se houver necessidade de ir até Parnaíba) ou Brasília, ou mesmo o ato de atravessar a rua, talvez não fosse tão mais meu, em um click de pensamento, estaríamos lá.
Se me julgasse detentora de alguma inteligência sobrenatural, incomum, quem sabe até me atrevesse a criar uma engenhoca que me trouxesse abraços e horas perdidas de conversa jogada fora.
Por enquanto ainda gasto mãos, pés, boca e ouvidos pra alcançar quem amo, mesmo que seja em pequenas parcelas. Só não dá pra dividir o amor, esse fica intacto, independente de qualquer distância. Quanto à saudade? Bom essa é Fênix que renasce das cinzas, porque depois do tchau do telefonema ou da última felicitação das escritas só sobra o vazio. E esse nada preenche senão presença, de corpo e alma.

7 comentários:

ludmila disse...

Foi feito pra mim?
Huahuahua, eu sei bula exatamente como é isso...
mas vai ver tendo as coisas tao facilmente nao dariamos tanto valor para elas :)

tudo com seu tempo.por mais que espera-lo seja tao torturantes.

Mais planaltos, menos depressoes ;)

Moreana disse...

Nossa amiga, quase q nao acho onde que comenta aqui...
vc é tão inteligente, a forma que vc desenvolveu o texto foi fantástico.
queria mesmo que houvesse essa engenhoca, e a gnt pudesse se ver a todo momento.. sinto muito sua falta amiga
te carrego no peito comigo, a onde quer q eu va
te amo minha linda..
BEIJAAAO

Scheidex disse...

Ah... as coisas não teriam graça...
O legal é você descobrir as coisas novas, o legal é você ir até lá, o legal de receber um telefonema da pessoa amada é você estar esperando(ou não estar esperando) ansiosamente.
Isso que dá sentido à nossa vida. SE tudo fosse tão fácil, aos 40 anos já conheceríamos o mundo todo e nada mais seria novidade. O melhor da festa é esperar por ela.
^^

mas seria uma boa idéia sim
asuhsauhashusa

bjos & abraços
t+

Scheidex disse...

tem presentes pra vc no meu blog
^^

Fanfarrão disse...

Se existisse o teletransporte não existiria a saudade, e muitas vezes ela é nescessaria pra acender uma chama que, as vezes, está se apagando dentro de nós. Mas de vez em quando seria ótimo ter um desses em casa ;)

Ludmila Barbosa disse...

Ah, minha fã fiel, só vc que sempre deixa um recadinho lá no meu blog, sempre fiel. Adorei esse texto, um dos melhores que já escreveu, talvez seja o que mais tenha sentido algo ao lê-lo, mas pensando bem, não sei se gostaria de ter um teletransporte, talvez fosse perigoso demais.
Beijo grande!!!

DuH disse...

adorei ima. adorei MESMO.
mas tô péssimo pra comentar. =)
depois comento blz?