quinta-feira, 8 de novembro de 2007

Ela pensou em vender o que tinha de valor [que de fato era pouco] e comprar uma bicicleta com cestinha, pra viajar o mundo sem rumo, uma mochila e olhos bem abertos pra tudo enxergar.
Mas lembrou de como adora o toque da sua cama nas costas e convenhamos, não dá pra levar a cama na garupa da bicicleta. Desistiu.
Pensou em nunca mais lavar o cabelo e deixá-lo crescer até onde não pudesse mais, só que aí, nesse exato momento, lembrou da sensação de leveza que tem a cada enxágue, da água fria escorrendo por todo o corpo quente, lembrou de que a cada corte os fios perecem agradecer dando o máximo de seu brilho, seduzindo com aquela textura singular que só os cabelos cortados têm. Resolveu ir ao cabeleireiro.
Imaginou que seria mais fácil abanonar tudo que havia pensado um dia, seguir pra longe do foco,
encontrar um mundo paralelo onde o que a incomodava mais não existisse...
Triste pensamento, não existe esse lugar. E os incômodos carrega consigo.
Melhor ficar e mudar o mundo, esse aqui que não satisfaz, tirar dele o que há de ruim, toda a falta de amor, toda a falta de cuidado, toda a falta de razão, o excesso de ganância, de sede de vingança.
Melhor permanecer e mudar algo, nem que fosse seu corte de cabelo. Alguma coisa já não estaria como antes.
Algo em si mudaria, que não fosse o mundo pra ela, mas ela pro mundo.

6 comentários:

Aninha disse...

q texto lindo
relamente eh assim q eu to me sentindo agora
=D

Scheidex disse...

já tive muita vontade de viajar o mundo... e um dia vou fazer isso...

hehehe

abraços...

Amanda_Bia disse...

ta certissima! é melhor ficar e mudar o que esta ruim do que fugir!
beijos!

DuH disse...

AAAAAAAAAAAIIIIIIIIIIIII!!!!! q texto lindo ima..... Tá lindo messsssmoo... sério sério. LINDO LINDO LINDO!!
Adorei

"Melhor permanecer e mudar algo, nem que fosse seu corte de cabelo."

Te amo do fundo do meu coração... =***

Ludmila Barbosa disse...

Adorei esse texto, em que queremos mudar tantas coisas, mas algo nos faz desistir, se não persistirmos nunca mudaremos nada. Muito bom mesmo, pois não passa da mais pura verdade.
Beijocas!!!

Mai Amorim disse...

uiaa

já falei q invejo tua escrita?
^^


mudar, mudar...
decisões, INdecisões...

ah.. sei lá, tá tudo tão confuso aqui, dificil conciliar o que penso e cmo devo agir.

;*